domingo, 14 de novembro de 2010

Análise do Anime: Os Cavaleiros do Zodíaco: The Lost Canvas - A Saga de Hades


          Uma nova saga tem início nos arredores do santuário! Diante de todo o perigo, cavaleiros da esperança surgem para lutar ao lado da deusa da guerra e sabedoria, Atena! Então, como de praxe, deveremos chamar Seiya e os outros?! Não! Vou lhe explicar o porquê. Essa é a graça dessa saga do anime (e bota graça nisso!). Saga nova, personagens novos. Roteiro de Masami Kurumada (criador de Os Cavaleiros do Zodíaco) e desenhado por Shiori Teshirogi.

          CDZ - The Lost Canvas conta como foi a luta dos cavaleiros de Atena contra Hades e as estrelas malignas na época em que Shion de Áries e  Dohko de Libra eram jovens (saga antes de Seiya e os outros).

          Atualmente, a saga já passa dos 202 capítulos no mangá, 21 volumes no Japão (17 aqui no Brasil!), 13 episódios no Japão, e 13 aqui no Brasil já dublados .

          O traço de Shiori Teshirogi é diferente da saga tradicional. Possui menos detalhes que o episodio G (OS Cavaleiros do Zodíaco – Episodio G). Depois de assistirmos o anime e lermos  o manga, nos acostumamos com o traço. O estilo dela pode agradar a diversos fãs que não gostaram do Episodio G .

          Comparando o anime com o mangá, percebemos o seguinte: resolveram tirar muitas falas, lutas e lugares na transição do mangá para o anime. Colocaram um novo modo de Tenma de Pégaso e Yato de Unicórnio se conhecer. Não fiquem pensando que só tiraram partes do mangá. Na versão anime, acrescentaram tantos detalhes que podemos considerar um extra para o anime. Também vemos uma segunda armadura de Unicórnio e a participação dele e de outros cavaleiros que tiveram pouco destaque na saga clássica.
Assistindo o anime em si, o traço do ambiente e das personagens é muito legal e perfeito. Os efeitos sonoros foram muito bem criados e introduzidos. O detalhe dos cabelos de todos (tanto pequenos quanto grandes), quando sopra o vento e passa pelos cabelos das personagens, é fascinante! A dublagem Japonês/ Português também é digna de aplausos.

          Assistam o The Lost Canvas que é diversão garantida! Também, esse é o primeiro anime que foi lançado em Blu-Ray Disc!


Contras/ Pontos Negativos


          Analisar uma obra como essa é dificílimo! E ainda mais quando é para se achar um ponto negativo. Vou dizer o que achei negativo no The Lost Canvas: os cavaleiros de Ouro! Acho que foi um total desperdício os cavaleiros de ouro serem “idênticos” aos da saga clássica. Até vemos Asmita de Virgem com os seus olhos fechados. Com o tempo, você aprende a se acostumar com isso.


Postado por: Lúcius Soares
Gostou? Então divulgue!

2 comentários:

marcos disse...

Boa matéria... estamos aguardando a segunda temporada de Lost Canvas que já possui imagens de divulgação na Internet.


Grande Abraço

Anônimo disse...

sobre serem idênticos, eu concordo, mas essa série explorou muito mais a personalidade dos cavaleiros de ouro e colocou muitos elementos que fazem cada um deles serem únicos! Não só deles, mas dos outros personagens também, e essa profundidade de personalidade foi bem fera